Governo do Estado reconhece o Centro de Inovação Tecnológica de Marília

A região de Marília conta atualmente com um Sistema Local de Inovação que é composto por entidades que representam instituições de ensino e pesquisa, centros e grupos de pesquisa, incubadora de empresas de base tecnológica, centro de inovação privados, órgãos de classe, órgãos públicos e empresas produtivas locais de iniciativa pública e privada.

Sistema Local de Inovação

Com base neste ambiente de inovação e no reconhecimento de Marília como polo de Tecnologia da Informação devido ao crescimento das empresas de TI e do potencial dos centros de pesquisas das instituições de ensino locais. Entidades como o Univem, a Prefeitura Municipal e a ASSERTI(Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação) se uniram no projeto de instalação do Parque Tecnológico de Marília.

Para o credenciamento provisório do Parque Tecnológico, a cidade candidata deve possuir os seguintes requisitos principais:

  • Centro de Inovação Tecnológica integrado à Rede Paulista de Centros de Inovação Tecnológica – RPCITec;
  • Incubadora de Empresas integrada à Rede Paulista de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica – RPITec;
  • Área com no mínimo 200.000 m2 destinados à instalação do parque tecnológico;
  • Projeto básico do empreendimento com esboço urbanístico e arquitetônico e estudos de viabilidade econômico-financeira, técnico-científica e de sustentabilidade ambiental.

Neste cenário, o Univem elaborou os projetos necessários em conjunto com a Prefeitura de Marília e a ASSERTI para reconhecimento e credenciamento do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITEc-Marília) à Rede Paulista de Centros de Inovação Tecnológica (RPCITec) e do Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM) à Rede Paulista de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica (RPITec). Esses documentos foram protocolados no dia 17 de agosto de 2015 na Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação em audiência com o secretário da pasta e vice-governador, Márcio França.

Reunião de entrega do projeto de credenciamento do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITEc-Marília) Prof. Dr. Elvis Fusco (Presidente da ASSERTI e coordenador do Univem), Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira (Professor e Coordenador de Pesquisa e Extensão do Univem), Cássio Luiz Pinto Junior (Secretário Municipal do Desenvolvimento Econômico e Turismo), Dr. Luiz Carlos de Macedo Soares (Reitor do Univem), Márcio França (Vice-Governador e Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação), Vinícius Camarinha (Prefeito de Marília)

Em visita à Marília no dia 17 de setembro, o Vice-Governador Márcio França oficializou a inclusão do Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITEc-Marília) à Rede Paulista de Centros Inovação Tecnológica (RPCITec) e do Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM) à Rede Paulista de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica (RPITec). Essa oficialização será publicada no Diário Oficial no dia 22 de setembro conforme informação do Vice-Governador.

Visita do Vice-Governador Márcio França à Marília e anúncio oficial do reconhecimento e inclusão do CITec-Marília e o CIEM no Sistema Paulista de Ambientes de Inovação Prof. Dr. Elvis Fusco (Presidente da ASSERTI e coordenador do Univem), Dr. Luiz Carlos de Macedo Soares (Reitor do Univem), Márcio França (Vice-Governador e Secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação), Vinícius Almeida Camarinha (Prefeito de Marília) e Prof. Dr. Fábio Dacêncio Pereira (Professor e Coordenador de Pesquisa e Extensão do Univem)

Com a disponibilização de uma área na região de Lácio cedida pela Prefeitura Municipal, Marília reúne agora todas as condições técnicas para solicitar o credenciamento provisório do Parque Tecnológico. A Prefeitura de Marília com a colaboração do Univem e da ASSERTI deve encaminhar esse processo nos próximos meses.

Para esclarecimento e socialização do projeto do Parque Tecnológico de Marília, seguem informações técnicas que identificam os conceitos inclusos no processo:

Sistema Paulista de Ambientes de Inovação (SPAI): programa do Governo do Estado de São Paulo que engloba a Rede Paulista de Parques Tecnológicos (SPTec), a Rede Paulista de Centros de Inovação Tecnológica (RPCITec), a Rede Paulista de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica (RPITec), e tem como objetivo apoiar cidades que tenham sistemas locais de inovação e áreas de vocações estabelecidas.

Parque Tecnológico: complexo de desenvolvimento econômico e tecnológico que visam fomentar economias baseadas no conhecimento por meio da integração da pesquisa científica e tecnológica, negócios/empresas e organizações governamentais em um local físico que provê espaço para abrigar centros de pesquisa, desenvolvimento tecnológico, inovação, incubação e treinamento. 

Centro de Inovação Tecnológica de Marília (CITEC-Marília): empreendimento que concentra, integra e oferece um conjunto de mecanismos e serviços ao processo de inovação tecnológica das empresas, constituindo-se, também, em espaço de interação empresarial-acadêmica para o desenvolvimento de setores econômicos. Liderando o processo de empreendedorismo, pesquisa e inovação tecnológica, o Univem torna-se entidade gestora do CITEc-Marília, e possibilitará que empresas dos mais diversos setores (indústria, comércio e serviços) que tenham demandas de inovação em projetos de P&D encontre insumos necessários para implementar a melhoria de seus produtos, processos e serviços com a colaboração das entidades de ensino da região na pesquisa científica e tecnológica com o apoio de órgãos de fomento do governo estadual e federal em editais específicos aos Centros de Inovação pertencentes à Rede Paulista de Centros de Inovação Tecnológica.

Centro Incubador de Empresas de Marília (CIEM): empreendimento mantido pelo Univem, Prefeitura de Marília e SEBRAE que hospeda e apoia o desenvolvimento de empresas, principalmente de base tecnológica e que apresentam produtos, processos e serviços com características de inovação. Com a inclusão do CIEM ao programa do Governo do Estado, outros serviços poderão ser oferecidos às empresas incubadas com recursos advindos de editais específicos para incubadoras pertencentes à Rede Paulista de Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica.

O CITec-Marília e o CIEM, agora integrados ao Sistema Paulista de Ambientes de Inovação do Governo de São Paulo, posicionam-se de maneira estratégica no Sistema Local de Inovação de Marília e região, no apoio à ações da Prefeitura Municipal com vistas à atração de novos investidores e empreendedores proporcionando novos empregos e geração de renda, incentivando a formação e capacitação profissional, a divulgação, o fomento e a disponibilização de serviços tecnológicos e de incremento da inovação nas empresas, por meio, de instituições e centros de pesquisa e desenvolvimento tecnológico e de inovação.

Assim, Marília passa a fazer parte de um rol restrito de cidades integradas ao Sistema Paulista de Ambientes de Inovação do Governo do Estado, despontando como a principal cidade do centro-oeste paulista em inovação e tecnologia.

Prof. Dr. Elvis Fusco
Presidente da ASSERTI
Coordenador dos cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação do Univem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s