Asserti apoia Lives do Sebrae para o setor de TI

Olá empresário do setor de TIC! 👋🏻

O SEBRAE e a ASSERTI prepararam uma agenda de 5 lives para o setor de TIC de Marília e região!

Com profissionais convidados do setor, vamos falar de melhoria de processos e inovação com foco em Aumentar o Faturamento e Redução de Custos.

📍Confira os temas:

✅ 19/7: Modelo de negócios 2C´S : clientes e concorrentes (Consultor Fabio Costa Sebrae ABC)

✅26/7: OKR: Construindo a Estratégia com Métodos Ágeis (Guilherme Sanches – Harena Barretos)

✅02/8: Seu produto faz sentido para o mercado? (Flavia Danta (Embraer) e Cibelo (CEO Shopper Update)

✅09/8: LGPD para TIC (Consultora Janice Junqueira Sebrae São José dos Campos)

✅16/8: Linhas de créditos para pequenas empresas de TI (Consultor Financeiro Luciano Zapata e representantes de entidades (Caixa Econômica, Banco do Brasil, Desenvolve SP)

Participe e convide sua equipe! Inscrições: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSdzgM3IrEKuEN4Pzb-4ModvfswKk_VhBdDOwibNUatvbZP89g/viewform

Asserti estabelece parceira na área de Big Data

O mercado de Tecnologia da Informação vivencia uma alta na procura por profissionais da área, em 2020, mesmo com o mundo enfrentando a pandemia da Covid-19 e com o Brasil apresentando uma queda de 4,1% no PIB, o segmento de TI cresceu 7,9% em relação ao mesmo período do ano anterior. Espera-se que até 2024 o país chegue a um patamar de 420 mil vagas abertas no setor de TI. Seguindo em um sentido oposto, o país tem formado 46 mil pessoas dessa área por ano, 65% menos do que deveria formar para atender às 70 mil vagas demandadas anualmente pelo mercado.

O profissional de TI hoje encontra oportunidades de trabalho em todos os setores da economia, tanto no setor privado quanto no público, incluindo as empresas de telecom, a indústria, o comércio e varejo, a saúde, o setor financeiro, de agronegócio, entre outros. Ou seja, a concorrência por esses profissionais deixou de ser apenas entre as empresas de tecnologia, uma vez que com a era digital, toda empresa precisou se transformar e adotar o digital em suas práticas, processos e principalmente no coração do negócio.

Neste contexto, a Asserti – Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação tem apoiado uma série de ações que ampliam a oferta de mão de obra para as empresas associadas. Neste sentido, na última reunião de associados da entidade, o coordenador do curso superior de Tecnologia em Big Data para o Agronegócio da Fatec Shunji Nishimura de Pompeia, Prof. Dr. Luis Hilário Tobler Garcia, esteve presente para oficializar parceria com a Asserti.

No evento o coordenador apresentou a o conteúdo programático do curso, as competências desenvolvidas e as áreas de atuação nos profissionais formados em Big Data. “Além de atuar na área do agronegócio, nossos alunos atuam em empresas de Tecnologia da Informação, na indústria e serviços e na área de médica, desenvolvendo ferramentas e plataformas tecnológicas que transformam dados em importantes ativos de informação que criam oportunidades e diferenciais competitivos para as organizações”, destaca o Prof. Luis Hilário.

O presidente da Asserti, Elvis Fusco, explica a importância da parceria para as associadas: “O profissional de TI precisa apresentar habilidades específicas para atender o elevado nível de exigência das empresas, os cursos superiores de curta duração como os tecnólogos podem oferecer o profissional que o mercado precisa para as demandas atuais. Essa parceria tem como objetivo aproximar as empresas de TI da região com os ótimos profissionais formados pela Fatec de Pompeia possibilitando a identificação de talentos para ocupar vagas nas áreas de Big Data, analytics, ciência de dados, desenvolvimento de software, business intelligence, entre outras”, explica Elvis Fusco.

A Asserti, como maior entidade de representação do setor de TI no interior de São Paulo e entidade de governança do Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Marília (APL TI Marília), tem realizado inúmeras ações e parcerias para aumentar as oportunidades de formação e de qualificação profissional, os gestores da entidade acreditam que a única maneira de solucionar o problema do apagão de mão de obra é fomentando a capacitação e atualização profissional.

O Prof. Luis Hilário lembra que os interessados em ingressar no curso de Tecnólogo em Big Data no Agronegócio podem se inscrever no processo seletivo sem prova, apenas por análise do histórico escolar, no site www.vestibularfatec.com.br até às 15h do dia 7 de junho de 2021. Além do Big Data, a Fatec Pompeia também oferece vagas para o curso de Tecnólogo em Mecanização em Agricultura de Precisão. As graduações são gratuitas e têm duração de três anos. Mais informações pelos telefones (14) 3452-1294 – 3452-1482.

Asserti apoia Web Série “Carreira, Inovação e Empreendedorismo”

A Asserti está apoiando a Web Série “Carreira, Inovação e Empreendedorismo” idealizada por André Bianchi, empresário com 20 anos de experiência em marketing digital que liderou 30 missões de negócios no Vale do Silício / Califórnia e reuniu os aprendizados obtidos para criar o conteúdo gratuito do evento.

A Web Série abordará temas como empreendedorismo, startups, fintechs, inovação, mercado de trabalho, tendências de mercado, tendências de programação e banco de dados, inteligência artificial, business intelligence, marketing digital, criatividade e soft skills.

As atividades serão online e ao vivo e todo o conteúdo ficará gravado para acesso posterior. Os participantes receberão certificados.

Conheçam o cronograma do mês de maio/21:

18/05 | 9h
Rodrigo Marques | LArquiteto de soluções em nuvem na Microsoft Brasil
Cultura da empresa, ferramentas produtividade, tendências

20/05 | 13:30h
Marcelo Salomão Guimarães – CEO/Founder Fintech DotBank
Mercado de Startups e em particular fintechs, soluções, tecnologia e negócios

25/05 | 9h
Luis Carlos dos Anjos – Gerente Executivo de Marketing e Canais na Locaweb

27/05 | 13:30h
Davi Macêdo – Co-founder and CEO at Back4App – Vale do Silício/EUA

Os inscritos serão redirecionados ao Telegram onde serão divulgadas as agendas e links para participação.

Para inscrições e informações acesse agora: www.seminarionline.com.br.

Convênio entre Governo de São Paulo e Asserti criará ecossistema estadual de formação de profissionais em TI

Aconteceu na última quinta-feira, a solenidade de assinatura do termo de fomento e convênio entre o Governo de São Paulo e o Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Marília para apoio ao desenvolvimento do projeto “Ecossistema Digital de Formação e Atualização Profissional em Tecnologia da Informação do Estado de São Paulo”.

O projeto visa ampliar a oferta e a aderência de profissionais qualificados e certificados para atuar nas empresas dos Arranjos Produtivos Locais de Tecnologia da Informação do Estado.

Representando o Governo do Estado de São Paulo, esteve presente para assinatura do convênio, a secretária estadual de desenvolvimento econômico Patricia Ellen, que destacou a importância do programa de fomento aos APLs do estado. “Na retomada da economia, é fundamental estabelecer políticas públicas de incentivo ao desenvolvimento econômico e à geração de empregos, e o setor de TI se apresenta como um segmento estratégico para investimento e fomento”.

Em 2020, mesmo com a pandemia e o Brasil apresentando uma queda de 4% no PIB, o segmento de TI cresceu 8%. A perspectiva para 2021 é que o mercado de TI cresça 11%. Em contrapartida, a expectativa é que a escassez de mão de obra continue crescendo. Até 2024 o país deve chegar a um patamar de 420 mil vagas abertas no setor de TI. Porém, o país tem formado 46 mil profissionais nessa área por ano, 65% menos do que deveria formar para atender às 70 mil vagas demandadas anualmente pelo mercado.

O presidente da Asserti, Elvis Fusco, representando o APL TI Marília na assinatura do convênio, enfatiza a relevância do projeto. “O panorama positivo da área de TI no país evidencia a importância do projeto apresentado. Como resultado, será disponibilizada uma plataforma digital aberta de formação online para criação de conteúdos formativos nas tecnologias utilizadas pelas empresas dos clusters de TI de todo o estado com apoio e parceria do Governo do estado de São Paulo e entidades públicas e privadas”.

O Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Marília – APL TI Marília, que tem a Asserti – Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação como entidade de governança, representa o setor de TI em todo centro-oeste paulista, e neste mês de abril, recebeu da Secretaria de Desenvolvimento Econômico de SP o reconhecimento de nível máximo de maturidade; nível este, que conta com  somente 3 APLs, dentre os mais de 70 APLs do Estado.

“A aprovação desse projeto e sua amplitude para o desenvolvimento econômico no estado de SP demonstram a importância de parcerias entre o setor público e o setor privado, por meio de políticas públicas e programas de incentivo aos APLs e os polos de desenvolvimento”, destaca o coordenador do APL TI Marília, Elvis Fusco.

O evento contou também com a presença de representantes de entidades estratégicas para o projeto, como o diretor do Ciesp, Chikao Nishimura, os secretários municipais, Marcos Boldrin e Nelson Moura, o presidente da Câmara Municipal, vereador Marcos Rezende, o presidente da Jucesp, Walter Ihoshi, o diretor do Senai, Ronaldo Sotrati, os diretores da Asserti, Milton Breda, João Batista dos Santos, Giulianna Marega e Marcel Farto, a Diretora da Unesp, Profa. Dra. Cláudia Mosca, o superintendente da Fundação Shunji Nishimura de Tecnologia, Alberto Issamu Honda, a pró-reitora de Pesquisa, Pós-graduação e Ação Comunitária da Unimar, Profa. Dra. Fernanda Mesquita Serva e o Prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira.

Arranjo Produtivo Local ou Cluster Empresarial é um conjunto de agentes de natureza diversa, que participam nas tarefas principais de uma aglomeração produtiva, o que inclui empresas produtoras (de um produto/serviço de um setor específico) e fornecedoras, centros de pesquisa, agentes do governo, instituições do terceiro setor, universidades, entre alguns exemplos), que tenham uma governança e evidenciam relações de cooperação e aprendizado constantes em um determinado território. Esses fenômenos ocorrem em um recorte do espaço geográfico constituído pelo agrupamento de agentes de interesses que consolidam uma identidade coletiva e demonstram a capacidade de promover o desenvolvimento local, estabelecendo parcerias e compromissos para manter e especializar os investimentos de cada um dos agentes no arranjo e seu entorno.

Patricia Ellen (Secretária Estadual de Desenvolvimento Econômico) e Elvis Fusco (Coordenador do APL TI Marília)

Governo de SP confere nível máximo de maturidade ao APL TI Marília

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico – SDE, publicou nesta segunda-feira (5/4) a classificação dos níveis de maturidade dos Arranjos Produtivos Locais (APLs) reconhecidos pelo Programa Paulista de Fomento aos APLs.

Dos mais de 60 APLs reconhecidos no estado, somente para 3 clusters foi conferido o nível máximo de maturidade, estando o Arranjo Produtivo Local de Tecnologia da Informação de Marília – APL TI Marília entre eles.

A entidade gestora do APL TI Marília, a Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação – ASSERTI, anualmente envia os dados de recadastramento do cluster, descrevendo suas atividades de integração entre as empresas, instituições de ensino, entidades de classe, governo e órgãos de fomento ao empreendedorismo e à inovação, o que lhe permite comprovar e demonstrar o quão desenvolvido se encontra o aglomerado em termos governativos, produtivos, territoriais e sociais.

O presidente da Asserti e coordenador do APL TI Marília, Elvis Fusco, explica o conceito de Arranjo Produtivo Local: “um APL ou cluster empresarial é um conjunto de agentes de natureza diversa, que participam nas tarefas principais de uma aglomeração produtiva, o que inclui empresas produtoras (de um produto/serviço de um setor específico) e fornecedoras, centros de pesquisa, agentes do governo, instituições do terceiro setor, universidades, entre alguns exemplos), que tenham uma governança e evidenciam relações de cooperação e aprendizado constantes em um determinado território. Esses fenômenos ocorrem em um recorte do espaço geográfico constituído pelo agrupamento de agentes de interesses que consolidam uma identidade coletiva e demonstram a capacidade de promover o desenvolvimento local, estabelecendo parcerias e compromissos para manter e especializar os investimentos de cada um dos agentes no arranjo e seu entorno”.

A Asserti como entidade que detém a governança do cluster é o principal agente de interação entre os diversos atores, atuando de maneira protagonista na organização de ações cooperadas, parcerias e relações interclusters.

A classificação do APL TI Marília no nível máximo de maturidade possibilitará a participação do cluster em editais de fomento estaduais, nacionais e internacionais para resoluções de problemas específicos dos arranjos que estão nesse nível, possibilitando o financiamento de ações estratégicas para o setor de TI.

“Este resultado representa o fruto de um trabalho de 10 anos dos empresários e entidades como a ASSERTI, CIESP e SEBRAE em tornar a região de Marília um polo pujante de desenvolvimento em tecnologia, reconhecido nacional e internacionalmente e demonstra que a indústria de TI da região de Marília está entre as melhores do país, tendo esse reconhecimento já comprovado em diversas oportunidades pelo Governo do Estado e Federal, além dos resultados das empresas aqui instaladas.”, conclui Elvis Fusco.

Confira o resultado no link: https://www.desenvolvimentoeconomico.sp.gov.br/wp-content/uploads/2020/10/resultado_nveis-de-maturidade.pdf

Fapesp e Finep lançam Edital TecNova 2

Lançamento do Edital TecNova 2

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) convidam para o evento

Lançamento do Edital TecNova II
ON-LINE 11 de março de 2021, das 10h às 11h

O objetivo principal do Programa FINEP – TECNOVA II é promover um significativo aumento das atividades de inovação e o incremento da competitividade das empresas e da economia do país. Desta forma, este Edital visa apoiar projetos de inovação que envolvam significativo risco tecnológico associado a oportunidades de mercado.

O público alvo: empresas com sede no Estado de São Paulo, constituídas até 31/12/2019 e faturamento de até R$ 16 milhões.

Inscrições – clique aqui

Luiz Eugênio Mello
Diretor Científico da FAPESP

Marcelo Silva Bortolini de Castro
Diretor da DRCT – Diretoria de Desenvolvimento Científico e Tecnológico da FINEP

Marcelo Nicolas Camargo
Superintendente da APDT – Área de Pesquisa Aplicada e Desenvolvimento Tecnológico da FINEP

Áreas temáticas contempladas na chamada

1. Energias renováveis: solar e eólica

2. Saúde humana e animal

3. Tecnologias agropecuárias e aquicultura

4. Tecnologia da Informação