Persys Projetos de Inovação é destaque em Marília há 3 anos

Marília pode se considerar beneficiada no que diz respeito a empresas inovadoras e que em poucos anos de vivência consegue se consolidar no mercado e que já desponta como destaque nacional

por João Paulo Santos

Marília pode se considerar beneficiada no que diz respeito a empresas inovadoras e que em poucos anos de vivência consegue se consolidar no mercado e que já desponta como destaque nacional. Um bom exemplo de empresa empreendedora que se destaca em Marília é a PersysProjetos de Inovação Tecnológica. A empresa que hoje está encubada no CIEM (Centro Incubador de Empresas de Marília“Miguel Silva”)oferece serviços de desenvolvimento de sistemas e aplicativos; projetos de infraestrutura de redes e telecomunicações; projetos de pesquisa, desenvolvimento e Inovação (PD&I) e treinamentos personalizados.

A empresa que há três anos nasceu em Marília foi fundada por Giulianna Marega Marques,que além de empresária, é bacharel e mestre em Ciência da Computação. Ela também leciona no UNIVEM (Centro Universitário Eurípides de Marília) nos cursos de Sistemas de Informação, Ciência da Computação, Engenharia de Produção e Ciências Contábeis.

A Persys oferece serviços de desenvolvimento de software, que inclui aplicativos para dispositivos móveis com Apple iOS (iPod, iPhone e iPad) e Google Android (smartphones e tablets), Sistema de Gestão de Prestação de Serviço;Sistema de Informação Geográfica (SIG/GIS);Sistema de Integração com Redes Sociais;Portais para Gestão de Conhecimento;Integração com ERPs, CRMs e outros.

Já na área de Infraestrutura de Redes e Telecomunicações, a empresa oferece Projetos de Rede Óptica (FTTx);Monitoramento de Redes;Computação em Nuvem e Servidores Dedicados. Na pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I): projetos de inovação tecnológica e

captação de incentivo fiscal e aporte financeiro. Ela oferece também treinamentos personalizados (presenciais e a distância) e treinamentos e palestras nas áreas de gestão de projetos; desenvolvimento de software, teste e qualidade de software, redes, telecomunicações, entre outros.

“A sociedade se mostra cada vez mais dependente de sistematização de processos de comunicação, armazenamento e compartilhamento da informação”, disse Giulianna. Ela compõe o comitê executivo da ASSERTI (Associação de Empresas de Serviços de Tecnologia da Informação – www.asserti.org) junto com outros empresários de Marília e região.

Atualmente a PersysProjetos de Inovação Tecnológica tem clientes em Marília e região até mesmo fora do Estado, como no Rio de Janeiro. A empresa é residente do CIEM, localizado na avenida Maria Fernandes Cavallari, nº 1.655, na sala 4, zona Oeste,desde o início de 2013. No centro incubador, a empresa tem a oportunidade de aprimorar seus conhecimentos empresariais, obter vantagens competitivas e realizar parcerias para alavancar ainda mais seus negócios.

Mão de obra

O setor de Tecnologia da Informação no Brasil cresce ano a ano, e de acordo com o instituto de pesquisas Gartner até 2015 o mercado nacional de TI irá progredir em uma taxa anual de 9,9%, porém, o número de profissionais capacitados não acompanha o progresso do mercado. Segundo a consultoria IDC Brasil, só em 2013 foram abertas 276 mil vagas em todo o país. Nem todas essas vagas serão preenchidas, porque falta mão de obra especializada, e a formação exigida é curso superior em computação, Sistemas de Informação, engenharia, design e muita habilidade.

Para atrair mais interessados em se especializar na área de TI, a ASSERTI está trabalhando em um projeto para chamar a atenção de crianças e adolescentes. Vislumbrando contribuir com a massificação da aliança da área acadêmica com a tecnologia, a empresa Persys chega às salas de aula por meio de sua diretora executiva, professora mestre Giulianna Marega Marques, e seus coordenadores da área de software, professor mestre Ricardo José Sabatine (Coordenador de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) e professor mestre Adriano Bezerra (Coordenador de Qualidade de Software). Juntos com seus alunos de iniciação científica e orientandos de trabalho de conclusão de curso, elaboram e desenvolvem projetos para atender do mercado nas mais diversas áreas.

Fonte: Jornal Correio Mariliense

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s